Erro
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 884
Quarta, 13 Fevereiro 2013 19:02

Quais doenças a mulher pode desenvolver no pós parto?

Escrito por 
Avalie este item
(4 votos)

Fotolia 41602183 Subscription XLA gravidez e o puerpério são períodos da vida da mulher que exigem muita atenção devido às inúmeras alterações biológicas, psicológicas e sociais que podem afetar diretamente sua saúde mental.
Alguns transtornos psiquiátricos podem estar ligados a fase gestacional e ao puerpério (período após descolamento da placenta até a volta do organismo antes da gestação):

 Transtorno de pânico: caracterizado pela intensificação dos sintomas de pânico como: sudorese, taquicardia, tonturas, sensação de falta de ar entre outros. Alta incidência em mulheres já portadoras da doença, sendo os sintomas observados em maior frequência no pós-parto. 

Transtorno Obsessivo Compulsivo: caracterizado por recorrentes pensamentos relacionados a possíveis contaminações da criança e pensamentos obsessivos negativos em relação ao trabalho de parto.

Tais mulheres com esse diagnóstico apresentam elevado risco para desenvolver depressão pós parto.

 

Disforia puerperal, ou Blues: ocorre durante os primeiros 7 a 10 dias do pós-parto, podendo durar algumas horas ou dias. Caracterizada por alterações leves do humor depressivo (ex. Choro fácil, irritabilidade com parentes, etc.) sendo intensificados entre o quarto e quinto dia do pós-parto. Geralmente não apresenta gravidade.

Depressão pós-parto: ocorre geralmente quatro semanas após o parto. Os sintomas mais comuns são humor deprimido ou instável, insônia ou hipersonia, prejuízo na capacidade de concentração, sentimento de culpa e inutilidade, dentre outros.
Psicose Puerperal: ocorre por volta da 3 e 4º semana após o parto. Caracterizada pela presença de sintomas alucinatórios, agitação psicomotora e ideias delirantes relacionadas a criança. Os quadros são em geral de extrema gravidade, embora as ocorrências sejam raras. Muitas vezes a mãe deve ser mantida afastada da criança para preservar a vida de ambas. Leia mais em: Infanticídio: que crime é esse?

Independente do diagnóstico médico, essas doenças possuem tratamentos específicos com psicoterapias e medicações. Em todos os casos o acompanhamento médico é indispensável.
Se você conhece alguém com esses sintomas ou se reconheceu ao ler o artigo, procure um profissional especializado.
Se você quer saber mais sobre esses temas, no site Vida Mental você encontrará textos e cursos que esclarecem essas e outras dúvidas!


Hewdy Lobo Ribeiro
CREMESP 114681
Médico Psiquiatra Forense pela ABP
Psiquiatra – ProMulher – IPQ-HC-FMUSP
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
0XX – 11 – 4114 0019
0XX – 11 – 2371 7053

 

Aline C. Baptistão
Psicóloga
Especialista em Dependência Química–UNIAD/UNIFESP
CRP: 94648/06
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

0XX – 11 – 5083-1192

 

Vida Mental Serviços Médicos
Rua Dr. Neto de Araújo, 320. Cj.: 910.
Vila Mariana, São Paulo – SP.
CEP: 04.111-001.

Lido 3500 vezes Última modificação em Terça, 12 Março 2013 16:36

Para postar comentários é preciso fazer login no topo da página do Portal.
    atarax générique pas cher pentasa propranolol vente anafranil sans recette acheter dulcolax en ligne effexor vente propecia 1mg clomid deux comprimés acheter effexor online lamisil sans recette
lamisil mg generique propecia zithromax prix acheter zithromax online pas cher effexor actos mg glucophage prix acheter strattera online cefixime générique nizoral générique